Buscar
  • Rodrigo Pazetto

Acidente Vascular Cerebral e as alterações no campo visual


Um acidente vascular cerebral (AVC) acontece quando os vasos que levam sangue para o cérebro se rompem ou entopem. O paciente pode ter sequelas passageiras ou irreversíveis e por isso é importante que ele seja acompanhado de maneira intensiva desde os primeiros sinais. Entre as consequências mais comuns do AVC estão as paralisias em partes do corpo, problemas de memória e fala.


Também é como que o paciente perca a capacidade de visão do campo normal, ou seja, não enxergar todo o espaço à frente. Estes são os sintomas dos chamados defeitos de campo visual, que podem dificultar atividades corriqueiras do dia a dia da pessoa, como mover-se livremente, evitar obstáculos, ler e dirigir.



Pode ser que o paciente tenha dificuldade de piscar os olhos, por exemplo. Isso porque ele perdeu a capacidade de fazer movimentos involuntários. É importante que cada caso seja avaliado individualmente.


Estas sequelas podem atrapalhar a recuperação geral do paciente depois do acidente vascular cerebral. Por isso, é importante o trabalho oftalmologista junto as demais especialidades e o entendimento dos exercícios que podem ser feitos para a melhora do quadro.



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo