Buscar
  • Rodrigo Pazetto

Como resolver o meu problema de olho seco?


A síndrome do olho seco tem como principais sintomas a vermelhidão e o ressecamento da superfície do olho, gerando ardência e coceira. Isso acontece porque o paciente está sofrendo uma anomalia na qualidade de produção da lágrima.


Pode parecer curioso, mas as lágrimas são muito importantes para a saúde ocular pois são responsáveis por manter a hidratação do filme lacrimal, recobrindo a superfície ocular e conservando a umidade. Produzidas por glândulas, as lágrimas são compostas por água, proteínas, sais minerais e gordura.


Por isso, é essencial estar atento aos sintomas da síndrome do olho seco para que ela possa ser tratada sem prejudicar o dia a dia do paciente.


Com o avanço da tecnologia existem mais opções de tratamento além dos tradicionais colírios. O IPL, por exemplo, é um tratamento com luz pulsada criado especificamente para o tratamento da síndrome do olho seco.


Ele tem como objetivo melhorar a qualidade da lágrima, fazendo com que ela lubrifique a superfície ocular de maneira adequada, além de evitar a evaporação precoce e melhorar a distribuição de nutrientes necessários para a córnea.


Uma das suas principais vantagens é ser um tratamento de efeito prolongado permitindo, por exemplo, que o uso de telas aconteça por mais tempo, sem sentir o olho seco.


O tratamento é indolor e não invasivo. São recomendadas de três a quatro aplicações de poucos minutos com um intervalo de 15 entre elas, repetindo este ciclo 1 vez ao ano.



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo