top of page
Buscar
  • Foto do escritorAlexandre Netto

Erosão Epitelial Recorrente: Entendendo a Condição e Tratamentos Disponíveis



A erosão epitelial recorrente é uma condição ocular que afeta a camada externa da córnea, conhecida como epitélio. Essa condição causa dor, desconforto e pode levar a problemas de visão mais graves se não for tratada adequadamente. 


Neste espaço dedicado à informação dos pacientes, discutiremos os sintomas, causas, diagnóstico e tratamento da erosão epitelial recorrente.


Os sintomas da erosão epitelial recorrente incluem:


Dor nos olhos: A dor pode variar de leve a intensa e geralmente ocorre ao acordar.

Sensação de corpo estranho: A pessoa afetada pode sentir como se algo estivesse preso em seu olho.


Olhos vermelhos: Os olhos podem ficar vermelhos e inflamados.


Fotofobia: Sensibilidade à luz.


Visão embaçada: A visão pode ficar embaçada temporariamente.


As causas da erosão epitelial recorrente incluem:


Trauma ocular: Lesões no olho, como arranhões na córnea, podem causar a erosão epitelial.


Doenças da córnea: Algumas condições, como a distrofia de Fuchs, podem predispor uma pessoa à erosão epitelial recorrente.


Uso de lentes de contato: O uso prolongado de lentes de contato pode danificar a superfície da córnea.


Fatores genéticos: Pessoas com história familiar de erosão epitelial recorrente podem estar em maior risco.


Diagnóstico da erosão epitelial recorrente


O diagnóstico da erosão epitelial recorrente é geralmente feito por um oftalmologista. O médico pode realizar um exame completo dos olhos, incluindo:


Teste de acuidade visual: Verifica a capacidade do paciente de ver claramente.

Exame da córnea com lâmpada de fenda: Permite ao médico examinar a córnea em detalhes.


Coloração com fluoresceína: Um corante é usado para destacar áreas de dano na córnea.


Tratamento da erosão epitelial recorrente


O tratamento da erosão epitelial recorrente depende da gravidade da condição. Algumas opções de tratamento incluem:


Lubrificação ocular: Colírios lubrificantes e pomadas podem ser usados para aliviar os sintomas.


Lentes de contato terapêuticas: Podem ser prescritas para proteger a córnea e promover a cicatrização.


Antibióticos: Medicamentos antibióticos podem ser prescritos para prevenir infecções oculares.


Terapia com corticosteroides: Em casos graves, os médicos podem prescrever colírios com corticosteroides para reduzir a inflamação.


Desbridamento epitelial: Em alguns casos, a remoção cirúrgica do tecido epitelial danificado pode ser necessária.


Terapia a laser: A terapia a laser, como a ceratectomia fotorrefrativa (PRK) ou a fototerapia corneana excimer (PTK), pode ser usada para tratar a erosão epitelial recorrente em casos mais graves ou persistentes.


Prevenção da erosão epitelial recorrente


Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a erosão epitelial recorrente:

Higiene ocular adequada: Manter os olhos limpos e evitar tocar nos olhos com as mãos sujas.


Uso responsável de lentes de contato: Seguir as instruções do fabricante e do oftalmologista em relação ao uso, limpeza e substituição das lentes de contato.


Proteção ocular: Usar óculos de proteção ao praticar esportes ou realizar atividades que possam causar lesões oculares.


Controle de doenças da córnea: Se você tiver uma doença da córnea, siga as orientações do seu médico para controlar a condição e reduzir o risco de erosão epitelial recorrente.


A erosão epitelial recorrente é uma condição ocular que pode causar dor e desconforto significativos. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são cruciais para prevenir complicações mais graves.


Se você apresenta sintomas de erosão epitelial recorrente, consulte um oftalmologista para receber orientações e tratamento adequados. Além disso, adotar medidas preventivas pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver essa condição.

87 visualizações0 comentário
bottom of page