Buscar
  • Rodrigo Pazetto

Injeções no olho? Sim ... existem mesmo!

Ouviu falar de alguém que foi ao médico oftalmologista e teve indicação de fazer uma injeção no olho? Sério?

.

Sim, é sério. E para a Oftalmologia, uma fronteira no tratamento de várias doenças que afetam seriamente a visão. Esse tratamento é chamado de Anti-Angiogênico (AA) ou, em inglês, anti-VEGF (Anti-Vascular Endothelial Growth Factor).

.

O que são Neovasos?

Entendendo melhor: o olho tem, por característica, a formação de "novos vasos sanguineos" ou neovasos, quando agredido. Inicialmente, se pode pensar que, esses novos vasos seriam "bons para recuperação visual" após alguma doença. Mas, normalmente, é o oposto: esses vasos são invasivos nas áreas saudáveis dos olhos e precisam ser controlados, para evitar mais perda visual.

.

O que é VEGF?

Esses vasos são estimulados por uma proteina, que é o fator de crescimento endotelial vascular (ou VEGF em ingles). As injeções são realizadas com medicamentos que bloqueiam essa proteina. O efeito do tratamento é estabilizar a agressão (e consequentemente a perda da visão) na maioria (ou quase totalidade) das vezes. E, em alguns casos, nota-se melhora da visão.

.

Quais são as doenças tratadas com injeções Anti-VEGF?

As condições mais tratadas com essa terapia são:

- Degeneração Macular Relacionada a Idade (DMRI).

- Diabetes no olho (Retinopatia Diabética, frequentemente associada a laser).

- Edema de Mácula

- Oclusão de Veia da Retina (ou ramo venoso).

- Em outras doenças, dependerá da presença de neovasos e da decisão médica.

.

Quais são os tipos de Injeções Anti-VEGF?

- Avastin (bevacizumab).

- Lucentis (ranibizumab).

- Eylia (aflibercept).

A escolha deve ser feita sob critério médico.

.

Como as Injeções são feitas?

Nossa maneira de realizar o procedimento

- Em Centro Cirurgico licenciado e dentro das normas tecnicas,

- Obedecendo protocolos de segurança;

- Sob anestesia local;

- O médico aplica uma solução antisséptica em colírio e em torno do olho.

- Um pequeno instrumento estabiliza as pálpebras e mantém o olho aberto.

- O medico faz a aplicação em local correto com uma agulha extremamente fina e apropriada ao procedimento.

- Não se vê os pequenos instrumentos e normalmente não há dor. Pode haver sensação de toque e manipulação.

.

Como avaliar os resultados?

Acompanhamento oftalmológico, avaliando a visão e exames como Angiografia, Retinografia e OCT (Tomografia de Retina).

.

É necessário repetir as aplicações?

A critério médico, e dependendo:

- Do tipo e da intensidade da doença.

- Resposta e resultado individual.

Pode sim, ser necessário aplicar mais de uma, ou algumas vezes a medicação.

Isso é decidido no acompanhamento com cada médico Oftalmologista.

.




15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo