top of page
Buscar
  • Foto do escritorRodrigo Pazetto

Qual a melhor idade para tratar o estrabismo?

Atualizado: 30 de ago. de 2022



O estrabismo infantil pode prejudicar a autoestima de crianças e também interferir no desenvolvimento cognitivo na infância. Este desvio entre ambos os olhos apontando para direções diferentes, causa visão dupla e dificulta para enxergar com qualidade. Porém, é possível corrigir essa condição de forma satisfatória, desde que seja realizado de maneira precoce. Sendo assim, quanto antes o problema for identificado, menor será o impacto causado nas estruturas oculares e melhores os resultados no tratamento.


Para que seja realizado o diagnóstico, é necessário realizar consultas regulares com um oftalmologista a fim de identificar as causas desse problema. Nesse processo, será possível avaliar se a criança tem necessidade de se esforçar mais para focar em imagens ou até mesmo se ocorreu um descolamento da retina.


E quais os tratamentos existentes para corrigir o estrabismo infantil?


A utilização de óculos geralmente é o suficiente na maioria dos casos, porém existem tratamentos alternativos como uso de tapa-olho durante o dia no olho que está mais saudável e até mesmo a utilização de toxina botulínica no procedimento para a correção do estrabismo. Com algumas alternativas com resultados satisfatórios, a cirurgia é indicada somente em casos extremos quando o uso das lentes corretivas não estiver auxiliando na solução.


39 visualizações0 comentário
bottom of page